Dois opostos

Standard

Eram dois sujeitos, um sujeito acostumado com a selva de pedra, os arranha-céus.E uma certa garotinha nascida no campo, ambos tinham a mesma idade, 16 anos. Porém havia uma pequena diferença entre eles, ele não conhecia o céu pintado de leite, nem o pé vermelho dos fins de tarde do esconder do sol, já ela não conhecia as telas gigantes, as casas deitadas, as luzes que dão em arvores de concreto.

Até que certo dia resolveram mudar de posição. O garoto quando chegou no campo, no primeiro dia ficou tocado feito gato em dia chuvoso, após o sol ir se deitar, e a lua esplendorosa surgiu no céu, e seu exército de estrelas marchando no céu,o garoto ficou maravilhado com tamanha perfeição, quando de repente começou a orquestra dos bichos noturnos, os sapos se assimilavam ao cantar de uma bela noiva, e o garoto vivenciando aquele momento se deitou e ali ficou até dormir.

Ah! Ainda tem a jovem garotinha. Ao chegar na grande cidade de concreto, os seus olhos chegaram a brilhar feito o sol pela manhã, ficou besta com tantas árvore com luzes se apaixonou a primeira vista.

Em um momento os dois pensaram em mudar de vida, e pensado e feito, o garoto virou homem, tornou-se até um fazendeiro renomado por suas estripulias constituiu sua simples família, e ficou lá ate seu ultimo suspiro.A dona Srta. Virou uma mulher, mexia com bolsa de valores, tinha uma vida repleta de luxo e glamour, coitada morreu de câncer.

Pedro Vaz

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s